sábado, 31 de outubro de 2015

ROMA

Pensei muito para escrever um título para esta postagem... mas talvez, ROMA, por si só, já seja a maior expressão desta cidade.

Neste post chega ao fim um longo caminho do blog, iniciado em Milão, com várias passagens graciosas, e que rememoram dias incríveis na Itália.

Roma é agraciada com muitos, muitos, muitos monumentos, de modo que seria impossível listá-los em um post do blog, mas também, do mesmo modo, quase também impossível fazer a sugestão do que visitar. Desse modo, acredito que posso dar minha singela contribuição dos pontos que mais me atraíram, e que representam a história que um dia ouvi.

Um dos primeiros lugares que vale muito conhecer é o Coliseu - sim, coisas terríveis aconteceram lá... mas a arquitetura do local merece sua atenção. Sua construção começou em 72 d.C., e foi o primeiro anfiteatro permanente a ser construído em Roma, com capacidade para 70 mil pessoas. Inicialmente denominou-se "Anfiteatro Flaviano", recebendo o nome "Colosseo" apenas no século VIII, provavelmente em razão do tamanho da edificação ou por causa da imensa estátua de Nero que havia ao lado.



As ruínas existentes hoje em seu centro demonstram o labirinto de corredores que existia. Na época romana, esta área tinha piso de madeira coberto por lona e areia. Lá ficavam gladiadores e animais, aguardando o início das batalhas.  

Programe-se para ir no Coliseu logo no primeiro horário de sua abertura; depois, há muitos turistas, o que dificulta apreciar o local.

Bem ao lado do Coliseu, fica o Fórum Romano (Foro Romano) - o espaço que mais aprecio em Roma. Era o núcleo da capital do maior império do mundo!! Ainda hoje é possível ver arqueólogos trabalhando no local, refletindo na quantidade de história existente ali - ainda há muito a se descobrir.



Reserve metade do seu dia para desbravar as ruínas. Sugiro que faça uma lista com os locais de maior interesse, pois o espaço é muito grande, e você poderá otimizar seu tempo. 


Um dos locais mais conservados do Fórum Romano é o Templo de Antonino e Faustina, pois foi transformado em igreja cristã no século VII. Passe pelo Arco de Constantino e Arco de Tito, pelo Templo de Vesta e também siga ao Palatino (local do primeiro povoamento à margem do Rio Tibre).



Aproveitando a proximidade de monumentos, sugiro que siga para a Piazza del Campidoglio. A praça possui um desenho estrelado feito por Michelangelo para dar destaque a uma estátua de Marco Aurélio - hoje já não mais presente no local.



É em frente a esta praça que fica um dos monumentos mais lindos de Roma: o Monumento a Vittorio Emanuele II - que foi o primeiro rei da Itália unificada. Em seu recinto fica a famosa estátua de Luperca, a loba amamentando Rômulo e Remo. 



Anexo ao monumento, há uma igreja que possui 54 (cinquenta e quatro) lustres de cristais!!

Imperdível é a Fontana di Trevi! Sugiro que vá à fonte em dois momentos: tanto de dia, quanto de noite, e tenha bastante paciência para tirar suas melhores fotos... sempre está com bastante turistas.




De lá você pode seguir para o Templo de Adriano e o Pantheon. O primeiro Pantheon foi erguido em 27 a.C., mas um incêndio o atingiu em 80 d.C. Sofreu algumas alterações ao longo dos anos, mas suas portas de bronze sobrevivem desde a Roma antiga. Hoje em dia é possível visitar os túmulos dos primeiros reis da Itália e do artista Rafael.



Próxima também está a Piazza Navona, com a Fonte dos Quatro Rios bem ao seu centro. É um ótimo lugar para uma pausa, sentar-se em um dos cafés e apreciar o movimento de romanos e turistas.

Mais próximo ao Rio Tibre, em meio a tantas igrejas católicas, é possível visualizar a Sinagoga (Tempio Maggiore di Roma). Nela há fotos e nomes de pessoas que foram mandadas para Auschwitz.



A Villa Borghese é um enorme jardim em Roma. Abriga o Museu Nacional Etrusco, Galeria de Arte Moderna, Museu e Galeria Borghese - este é contemplado com esculturas de Bernini e pinturas de Caravaggio, Rafael e Ticiano.

A Piazza di Spagna é o local para as compras de grandes grifes mundiais. A escadaria existente te leva até a Igreja Trinitá del Monti. Desfrute de um chá do famoso Salão de Chá Babington's. 

Já nas proximidades do Vaticano, fica o Castel Sant'Angelo. Construído para abrigar o mausoléu do imperador Adriano, já foi usado como prisão, fortaleza e residência pontifícia. Hoje abriga o Museu Nacional Romano e mostras temporárias. Para os amantes da fotografia, é um ótimo local para visualizar o Vaticano.


Muitos outros monumentos fazem a história de Roma, em especial, as Igrejas que rodeiam toda a cidade. Sobre elas, vamos falar em outro post!

O Rotas Capixabas tem dicas de Roma também!

E Descortinando Horizontes no você tem informações para cursar italiano na Itália!


Qual a sua dica para outros viajantes?

Deixe seu comentário!

Busca hotel na Itália?! Te ajudamos! Clique aqui.

Boa viagem!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário